quarta-feira, 5 de março de 2014

#PARAÍSO

Repentinamente uma de suas mãos pousou em minha cintura, enquanto a outra segurava meus cabelos, deslizando em seguida pelo meu corpo, com desejo. Naquele momento, senti-me como se estivesse sendo tocada por um anjo. E pela segunda vez, literalmente, estava nas nuvens. (Cap.16 - Paraíso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário