sábado, 20 de dezembro de 2014

#QUOTE #EOCEOI

Max e eu... Juntos! Pensava a todo instante.

(clique em cima da imagem para maior resolução)


Aquele garoto que eu conhecia tão bem, protetor e tímido, voltara para minha vida depois de anos, tão ousado e tão homem, deixando para trás o adolescente sem atitude. Eu estava amando-o e admirava-o sobre aquela cama, apenas com um lençol branco sobre parte de seu corpo. Era tentador ter uma visão como aquela, e especialmente lembrar-me de tudo o que fizemos horas atrás. Que pegada foi aquela? Era mágica a lembrança de seu toque, tão voraz e apaixonado. Seus lábios percorrendo cada centímetro de meu corpo... Ele dentro de mim com tanta virilidade...

— Amo Você!

Aquela declaração encheu-me de esperanças. Mas ainda com os pensamentos um tanto confusos, pensei em todas as coisas que omitia dele. Eu tinha um grande e tortuoso segredo que não fora revelado a ninguém. Um segredo que me condenava. E se ele soubesse do cruel segredo? Será que me perdoaria? Não que eu estivesse arrependida de ter feito o que fiz um dia. Na verdade, eu até me orgulhava, mesmo sabendo que aquele era um pecado mortal que me condenaria ao purgatório no dia do juízo final. Eu queria contar todos os meus medos e assombrações, entretanto, só de pensar que ele poderia ficar contra tudo de ruim que pratiquei, e até mesmo me odiar, meu coração dilacerava-se. 

(Livro: Entre o Céu e o Inferno - Cap.17)

Nenhum comentário:

Postar um comentário