domingo, 7 de junho de 2015

#EOCEOI — A UM METRO DO INFERNO

Algumas pessoas me perguntam até hoje qual foi o capítulo de "Entre o Céu e o Inferno" que mais gostei de escrever, e até mesmo qual é o meu capítulo favorito? Pois bem, para as duas perguntas há uma resposta. Estou falando do capítulo 5 chamado "A Um Metro do Inferno", narrado inteiro aos olhos do Max, ou seja, do Céu -, e por sinal, esse foi o personagem que mais amei criar até hoje e também o que mais amo.


(clique em cima da imagem para maior resolução)

Falando dele...

Trata-se de um capítulo forte, recheado de sentimentos bons e ruins, quando Max retorna após 10 anos longe de sua amada/amiga Alex, que na verdade é a pessoa pela qual nutre um amor platônico. Ele retorna para tirá-la de todo o Inferno que a cerca,  e que ela faz questão de seguir. Porém, quando está cara a cara com ela, se depara com uma Alex ainda pior do que antes... Desta forma, decide salvá-la... Um verdadeiro conto de fadas atual, com um príncipe encantado diferente daqueles que conhecemos, pois ele não está em um cavalo branco, e sim em seu Mustang 68. Agora ele é um lindo homem de atitude, com corpo e rosto de um Deus Grego, preparado para enfrentar até mesmo o Inferno pelo seu grande amor...

(clique em cima da imagem para maior resolução)


A canção inspiração do capítulo é nada mais que "Na Sua Estante - Pitty" -, e por sinal, eu escutei  essa música que tanto amo em modo repeat, enquanto escrevia.
Ela estava a poucos metros, jogada ao chão como uma indigente, naquele beco fétido e sem movimento. Ao deparar-me com aquela terrível cena, assim como em tantas outras situações, senti meu coração comprimir em angústia. E do canto de meus olhos brotaram lágrimas - que logo em seguida despencaram pela minha face.

**Para saber tantas outras coisas legais sobre o enredo, clique AQUI.
**A venda, em formato eBook, por apenas R$6,99 clicando AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário